COMUNICADO DA CASA REAL PORTUGUESA

COMUNICADO DA CASA REAL PORTUGUESA

LEI DO PROTOCOLO DO ESTADO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

A ANTÓNIO SARDINHA



A António Sardinha 

Feiticeiro das horas que são graves!
- Que viste tu, além dos altos montes,
Na etérea catedral dos horizontes,
Que as vias-lácteas têm por suas naves…
 
No voo cabalístico das aves,
No trajecto dos ventos e das fontes,
E nas rugas presságicas das frontes
Dos Videntes, que guardam essas chaves
 
Das ritmas ampulhetas do Porvir?
- Lágrimas que chorou o Criador
E que ao Criador irão subir,
 
despertando à voz do seu Vedor,
Nas nascentes que andaste a descobrir
- oh Vidente – Profeta – Precursor!
 
In “Um Soneto – Respeitosa Homenagem a Um Só Neto” pelo Conde de Alvellos, Francisco Perfeito de Magalhães e Menezes, Segunda Tiragem, Porto, 1944


Sem comentários:

Enviar um comentário