MENSAGEM DE S.A.R. O SENHOR DOM DUARTE DE BRAGANÇA AOS PORTUGUESES

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

DIOCESE DE AVEIRO CELEBRA BODAS DE DIAMANTE DA SUA RESTAURAÇÃO

Caríssimos amigos,

Faz hoje 75 anos (Bodas de Diamante) (1938) que o Papa PIO XI, RESTAUROU A DIOCESE DE AVEIRO, com 82 Paróquias, hoje com 101 Paróquias,  transferidas das Dioceses de Coimbra, Porto e Viseu.

Para Celebrar esta data tão importante haverá hoje Missa na Sé às 19h00.

Nossa Senhora da Glória e Santa Joana Princesa nos guardem, a Aveiro e a Portugal,

Mário Neves

(Apontamento histórico: A Diocese de Aveiro foi originalmente instituída pelo Papa Clemente XIV, com a publicação do breve Militantis Ecclesiae gubernacula, de 12 de Abril de 1774, depois de D. José I ter feito diligências nesse sentido. O seu território ficava destacado da Diocese de Coimbra e sufragâneo da Arquidiocese de Braga. O breve emitido pelo papa foi finalmente executado em 24 de Março de 1775, ficando o rei com o direito de padroado.
A igreja da Misericórdia tomou, então, o estatuto de Catedral. Em 1830, é transferido esse estatuto para a antiga igreja do Recolhimento de S. Bernardino. Foram bispos, nesta primeira fase, D. António Freire Gameiro de Sousa (1774-1799), D. António José Cordeiro (1801-1813) e D. Manuel Pacheco de Resende (1815-1837).
Depois da morte de D. Manuel Pacheco de Resende, a diocese passou por um período de indefinição, até que a 1 de Abril de 1845, o arcebispo de Braga passa a ser o administrador apostólico da Diocese de Aveiro que passa a ser dirigida por vigários gerais. A bula Gravissimum Christi Ecclesiam regendi et gubernandi munus, de 30 de Setembro de 1881, do papa Leão XIII, que levou à abolição desta diocese foi executada, depois, em 4 de Setembro de 1882. O papa Pio XI, contudo, ao publicar a bula Omnium Ecclesiarum, de 24 de Agosto de 1938, volta a criar a diocese, agora com 82 freguesias que pertenciam anteriormente às Dioceses de Coimbra, do Porto e de Viseu. A Catedral passou a ser a igreja secular conventual de S. Domingos e matriz da paróquia de Nossa Senhora da Glória. A restauração é confirmada por sentença executória a 11 de Dezembro de 1938. D. João Evangelista de Lima Vidal foi, então, designado administrador apostólico , tornando-se a 16 de Janeiro de 1940, bispo residencial. Com a sua morte a 5 de Janeiro de 1958, sucede-lhe D. Domingos da Apresentação Fernandes, que falecerá a 21 de Janeiro de 1962. D. Manuel de Almeida Trindade será designado bispo de Aveiro a 16 de Setembro de 1962, mas resignará do cargo através de um pedido, deferido, dirigido à Santa Sé. Deixa de ser bispo a 20 de Janeiro de 1988.
D. António Baltasar Marcelino, que já era bispo coadjutor de Aveiro desde 19 de Dezembro de 1980, sucedeu-lhe até ter sido substituído, a 21 de Setembro de 2006, por D. António Francisco dos Santos.)(wikipedia).

Sem comentários:

Enviar um comentário