MENSAGEM DE S.A.R. O SENHOR DOM DUARTE DE BRAGANÇA AOS PORTUGUESES

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

segunda-feira, 12 de maio de 2014

"MUITOS DOS NOSSOS GOVERNOS VENDERAM A AGRICULTURA EM TROCA DE COISAS POUCO ÚTEIS"

A Feira Internacional Agropecuária de Estremoz (Fiape), recebeu na edição de 2014 a visita de Dom Duarte, Duque de Bragança, no último dia da feira.
O herdeiro da coroa portuguesa foi recebido no stand da Câmara Municipal de Estremoz, pelo autarca local, Luís Filipe Mourinha, que o acompanhou na visita ao stand da Real Associação do Centro e Alto Alentejo, seguindo-se depois um almoço com simpatizantes e apoiantes.
Em entrevista exclusiva à Rádio Campanário Dom Duarte Pio começou por dizer que o Alentejo “é uma província onde mais se tem mantido a cultura portuguesa, o patriotismo, com uma agricultura eficaz e próspera”, referindo, que o Alentejo dá um grande exemplo a todo o país, a preservação da arquitectura rural das vilas e das cidades históricas, em quase todo o Portugal a arquitectura tem sido vandalizada, destruída”.
Dom Duarte vai mais longe para dizer que vale a pena visitar a Fiape, “é muito interessante a pecuária, o artesanato e a cultura local” acrescentando que “a filosofia de muitos dos nossos Governos que venderam a agricultura as pescas e muita da nossa actividade em troca de subsídios para fazerem autoestradas, expos e uma série de coisas pouco úteis, para não dizer francamente inúteis”.
Na parte da tarde o herdeiro da coroa portuguesa, Dom Duarte Pio, visitou o Museu Municipal Professor Joaquim Vermelho, onde Dom Duarte foi convidado a integrar a Comissão de Honra de apoio à candidatura dos Bonecos de Estremoz a Património Cultural Imaterial da Humanidade, pela UNESCO, a arte que se mantém inalterada desde o Século XVII.

Sem comentários:

Enviar um comentário