COMUNICADO DA CASA REAL PORTUGUESA

COMUNICADO DA CASA REAL PORTUGUESA

LEI DO PROTOCOLO DO ESTADO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

FOTOGRAFIAS DA SESSÃO EVOCATIVA DOS 107 ANOS SOBRE O REGICÍDIO

 


 


 


Com a Real Associação de Lisboa em directo do Salão Nobre da Sociedade Histórica da Independência de Portugal por ocasião da sessão evocativa dos 107 anos sobre o regicídio e inauguração da exposição "Monumento Fúnebre d'El-Rei Dom Carlos e do Príncipe Real D. Luís Filipe - Da ideia à inauguração: um ano de mobilização da Pátria reconhecida”.


João Távora





O Salão Nobre do Palácio da Independência foi pequeno para acolher todos os que ontem (26/01) quiseram assistir à sessão evocativa dos 107 anos sobre o trágico assassinato de Sua Majestade o Rei Dom Carlos e de Sua Alteza Real o Príncipe Dom Luís Filipe. A interessada plateia escutou uma alocução pelo Ten. Cor. João Brandão Ferreira, que relembrou circunstanciadamente o funesto acontecimento. Na ocasião, José Campos e Sousa, compositor e cantor, apresentou a exposição "Monumento Fúnebre d'El-Rei Dom Carlos e do Príncipe Real D. Luís Filipe - Da ideia à inauguração: um ano de mobilização da Pátria reconhecida” tendo de seguida brindado a assistência com a interpretação de quatro temas, por si compostos. A sessão foi presidida pelo Dr. Alarcão Troni e pelo Dr. Nuno Pombo, respectivamente presidentes da Sociedade Histórica da Independência de Portugal e da Real Associação de Lisboa, instituições que se associaram para a organização deste marcante evento. 

A sessão contou ainda com a qualificada presença do Chefe da Casa Real Portuguesa, Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança, que formalmente inaugurou a exposição, que estará patente ao público no Palácio da Independência de 27 a 30 de Janeiro, das 15h às 18h.

 






























































Sem comentários:

Enviar um comentário