A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

terça-feira, 17 de novembro de 2015

BRAGA PREPARA PROJECTO DE GEMINAÇÃO DE ELEVADORES HISTÓRICOS

 

A iniciativa visará não só os propósitos da candidatura, como beneficiará os cidadãos bracarenses e cariocas que poderão usufruir de descontos exclusivos.

Depois da geminação de Braga com o Rio de Janeiro, Manuel Beninger, deputado municipal de Braga, apresenta a proposta de geminação entre o Elevador do Bom Jesus e do Trem do Corcovado, no Brasil, que visa, não só promover Braga, mas principalmente o Bom Jesus do Monte, no seu processo a Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, durante o período dos próximos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Elevador (em português) ou trem (em brasileiro), ambos foram projectados pelo engenheiro suíço Niklaus Riggenbach. O Elevador do Bom Jesus foi inaugurado, em Braga, a 25 de Março de 1882, e o Trem do Corcovado foi inaugurado dois anos mais tarde, por D. Pedro II, em 1884, no Rio de Janeiro. “Elevadores ou trens, mas irmãos de sangue!”, descreve Manuel Beninger.

O deputado bracarense apresentou o projecto ao Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, antes de partir para o Brasil e reunir com os administradores do Trem do Corcovado do Cristo Redentor, que aceitaram geminar ambos os elevadores.


Susana Audi e Manuel Beninger

De acordo com Manuel Beninger “as vontades de geminar ambos os elevadores foram expressas na cerimónia que a Associação Portuguesa dos Autarcas Monárquicos [APAM] realizou em homenagem à Sociedade Memorial Visconde de Mauá”, que decorreu esta terça-feira, dia 10 de Novembro, na Sala do Conselho do Real Gabinete Português de Leitura, no Rio de Janeiro.

A cerimónia contou com a presença dos dirigentes da APAM, Manuel Beninger, presidente da direcção, e Luís Barreiros, vice-presidente da Assembleia Geral, bem como de Eduardo André Chaves Nedehf, chanceler da Sociedade Memorial Visconde de Mauá, Marquês de Viana e tetraneto do Visconde Mauá, e de Francisca Nedehf, Marquesa de Viana e trineta de Visconde de Mauá.

Também presente na cerimónia esteve Susana Audi, cônsul de Portugal no Rio de Janeiro, Sávio Neves, presidente do Trem do Corcovado, Luiz Octávio Oliveira e Antonio Pastori, presidente e vice-presidente da Associação Fluminense de Preservação Ferroviária (AFPF), respectivamente, Genésio Pereira dos Santos, vice-presidente da Academia Ferroviária de Letras (AFL), António Loulé vice-presidente do Real Gabinete Português de Leitura, e diversos dirigentes das Casas e da comunidade portuguesas na cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.

Segundo Manuel Beninger “Irineu Evangelista de Sousa, neto de portugueses, foi Barão depois Visconde de Mauá  e uma das mais importantes personalidades brasileiras do século passado, tendo participado intensamente do desenvolvimento industrial do Brasil, construindo estaleiros, fundições e estradas de ferro”.

GR

Sem comentários:

Enviar um comentário