A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

sábado, 5 de dezembro de 2015

ELOGIO AO REI RESTAURADOR

 
 
A Restauração da Independência foi época de exacerbado contentamento nacional pela liberdade reconquistada após 60 anos de jugo estrangeiro. E é essa alegria quase mística que transparece por exemplo no soneto daquela que foi apelidada de “Décima Musa Portuguesa”, Soror Violante do Céu:


El-Rei D. João IV


Que logras Portugal? Um Rei perfeito.

Quem o constituio? Sacra piedade.

Que alcançaste com ele? A liberdade.

Que liberdade tens? Ser-lhe sujeito.


Que tens na sujeição? Honra e proveito.

Que é o novo rei? Quase deidade.

Que ostenta nas acções? Felicidade.

E que tem de ser feliz? Ser por Deus feito.


Que eras antes dele? Um labirinto.

Que te julgas agora? Um firmamento.

Temes alguém? Não temo a mesma Parca.


Sentes alguma pena? Uma só sinto.

Qual é? Não ser um mundo, ou não ser cento

Para ser mais capaz de tal Monarca.


Sem comentários:

Enviar um comentário