A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

MORREU MONSENHOR CÂNDIDO AZEVEDO: UM GRANDE E VERDADEIRO MONÁRQUICO

Fechar

_MG_0023(Monsenhor Cândido, na Peregrinação Anual da Lapa, ao lado esquerdo do Senhor Bispo, D. António Couto)
 
O Senhor Deus, Pai de Misericórdia, chamou à Sua presença o Monsenhor Cândido António Lemos Azevedo, sacerdote do presbitério da Diocese de Lamego. Nasceu a 14 de maio de 1927. Foi ordenado sacerdote no dia 22 de Julho de 1951. Actualmente era Pároco de Sernancelhe e da Sarzeda. Foi durante vários anos Arcipreste de Sernancelhe, até à reformulação dos Arciprestados.

Estudioso da História, tendo publicado diversos artigos, bem como fascículos, participado em obras. Destaque para a obra "A Igreja Românica de Sernancelhe", editado pela Câmara Municipal de Sernancelhe, em 2012.

O Monsenhor Cândido deu um forte contributo e impulso à Santa Casa de Misericórdia de Sernancelhe, da qual era até ao momento Presidente da Assembleia Geral. Em 2011 foi inaugurado, com o seu nome, o Museu Paroquial.

A Missa Exequial celebrar-se-á no dia 14 de Dezembro de 2015, na Igreja Matriz de Sernancelhe, seguindo-se o Funeral. A celebração será presidida pelo Senhor Bispo D. Jacinto Botelho, Bispo Emérito de Lamego, representando também o Senhor Bispo D. António Couto, Bispo de Lamego.

O presbitério de Lamego, sob o pastoreio de D. António Couto, manifesta as suas condolências à família e às comunidades que lhe estavam confiadas. Ao Senhor Deus entrega o seu irmão sacerdote.





MONSENHOR CÂNDIDO NA RECENTE VISITA DE SS.AA.RR., OS SENHORES DUQUE DE BRAGANÇA E PRÍNCIPE DA BEIRA, A SERNANCELHE E AO SANTUÁRIO DA LAPA EM SETEMBRO DE 2015

 
 
 

Museu Paroquial Padre Cândido

 Monsenhor Cândido de Azevedo que em pleno luto, pela morte do seu irmão, fez questão de nos honrar com a sua magnífica cultura fazendo questão de receber SS.AA.RR.  Pessoa muito querida entre a população e não só. .. pela sua reconhecida dedicação à comunidade.
(Sernancelhe, 5 de Setembro de 2015) 


 
Dezassete anos depois da última visita ao Concelho, D. Duarte de Bragança regressou a Sernancelhe para consagrar o seu filho Afonso à Senhora da Lapa, escolha justificada com a ligação secular àquele santuário mariano, e que é um símbolo do culto religioso no nosso país. No dia 6 de Setembro de 2015 decorreu a cerimónia de consagração. No interior da Igreja mais de uma centena de convidados assistiu ao momento, seguido também no exterior por muitas centenas de pessoas através de um ecrã gigante. No templo, D. Afonso de Santa Maria cumpriu um ritual de séculos, ajoelhado perante o altar de Nossa Senhora da Lapa, a quem pediu auxílio e orientação para a sua vida. A assinatura do livro de honra foi o último acto da cerimónia de consagração, tendo sido testemunhado entre outros por Monsenhor Cândido de Azevedo. Seguiu-se a procissão, acompanhada por milhares de visitantes, rumo ao espaço da missa campal, presidida por Monsenhor Cândido Azevedo, que classificou este dia como histórico para a Lapa e para Sernancelhe.

A igreja de Sernancelhe foi pequena para albergar todos aqueles que de forma sentida quiseram estar presentes na despedida do homem de Fé e Cultura, Senhor Padre Cândido de Azevedo.

Amadeu Teixeira Fernandes

A REAL ASSOCIAÇÃO DA BEIRA LITORAL MANIFESTA O SEU PROFUNDO PESAR POR ESTA PERDA IRREPARÁVEL PARA PORTUGAL E ENVIA SENTIDAS  CONDOLÊNCIAS À FAMÍLIA, AO POVO DE SERNANCELHE (E NÃO SÓ) E À REAL ASSOCIAÇÃO DE VISEU.

Sem comentários:

Enviar um comentário