COMUNICADO DA CASA REAL PORTUGUESA

COMUNICADO DA CASA REAL PORTUGUESA

LEI DO PROTOCOLO DO ESTADO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

domingo, 20 de dezembro de 2015

S.A.R. O SENHOR DOM DUARTE INAUGUROU MUSEU EM MACEDO DE CAVALEIROS


Museu Martim Gonçalves de Macedo recorda figura histórica esquecida

Macedo ganha museu “único no país”

Macedo de Cavaleiros tem um novo museu. Inaugurado este sábado, o espaço homenageia Martim Gonçalves de Macedo e os seus feitos na batalha de Aljubarrota, onde terá salvo a vida a D. João I.

O museu, que resulta da reconversão de uma escola primária, tem peças originais da época medieval. De acordo com o presidente associação terras quentes, responsável pela exposição, Carlos Mendes, trata-se de “um espaço museológico único no país”.

“É o primeiro museu sobre a batalha de Aljubarrota e das campanhas do Norte que se seguiram”, diz ainda o historiador. Carlos Mendes explica que a continuidade do reino de Portugal na altura se deve ao cavaleiro de Macedo que dá nome ao museu, e que, entende, é uma figura esquecida. “Numa batalha da idade média, quando o rei morria, perdia-se a batalha. Martim Gonçalves de Macedo foi o homem certo, no lugar certo, na hora certa, e como vemos representado no museu, quando o espanhol se preparava para matar o rei, intercedeu Martim Gonçalo de Macedo, e salvou a vida ao rei, isso quer dizer que a ele se deve o facto de ainda hoje estarmos a expressarmo-nos em português”, defende o investigador.

O pretendente ao trono, D. Duarte Pio, marcou presença na inauguração e elogiou a unidade museológica, que acredita pode ser muito “interessante e atrair portugueses e mesmo estrangeiros interessados na história medieval”.

“Devia ser anunciado, nomeadamente no centro Interpretativo de Aljubarrota. O museu passa a ser um bom motivo para as pessoas cá virem , porque não encontram explicação tão boa como da Batalha de Aljubarrota como esta”, defende ainda.

Também o presidente do município de Macedo de Cavaleiros considera que com o Museu Martim Gonçalves de Macedo se criou um ponto de atracção turístico para a cidade. O espaço já aguardava inauguração há algum tempo, e vai crescer no futuro, revelou Duarte Moreno. “Há um ano que estava pronto, mas não conseguimos terminar o projecto, daí a necessidade de fazermos a abertura do primeiro espaço, para depois fazermos candidaturas e completarmos este puzzle”, avança o autarca. O futuro espaço contíguo à escola do Toural deverá conter, entre outros aspectos, um espaço dedicado à recriação do acantonamento de Castelãos.

O projecto de ampliação vai ser candidatado a fundos comunitários nos próximos anos. A primeira fase do museu, que representou um investimento de 150 mil euros, pode agora ser visitada mediante marcação prévia.

Por: Olga Telo Cordeiro

Jornal Nordeste

Sem comentários:

Enviar um comentário