MENSAGEM DE S.A.R. O SENHOR DOM DUARTE DE BRAGANÇA AOS PORTUGUESES

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

sábado, 31 de dezembro de 2016

DOM DUARTE NUNO, O MAIS AMÁVEL DOS PRÍNCIPES





Jornal "O Diabo" de 27 de Dezembro de 2016



Veja aqui o registo integral da evocação ao Senhor Dom Duarte Nuno por ocasião do 40º aniversário da sua morte, organizada pela Real Associação de Lisboa no Grémio Literário a 3 de Dezembro de 2016, presidida por Suas Altezas Reais os Duques de Bragança.


Real Associação de Lisboa

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

REAL DE LISBOA VISITA CONVENTO E IGREJA DA MADRE DE DEUS


Os nossos Roteiros Reais estão de volta em 2017 no próximo dia 7 de Janeiro, às 10:00 com uma visita ao Convento e Igreja da Madre de Deus (Rua Madre de Deus n 4, Lisboa, Xabregas). Esta visita visa proporcionar aos nossos associados acesso a lugares e monumentos de interesse histórico, arquitectónico e artístico pouco acessíveis ao público em geral.

Fundado pela Rainha D. Leonor, mulher de D. João II há mais de 500 anos, foi alvo de sucessivas campanhas de obras até o séc. XIX. A igreja resistiu ao Terramoto de 1755 o que a faz ser uma das mais belas construções barrocas de Lisboa e Portugal. Entre as obras em destaque, entre azulejos, pintura, talha dourada, está um monumental presépio de António Ferreira. Venha descobrir a fantástica história deste convento, da sua incrível fundadora e os tesouros artísticos nele escondidos.

Esta visita, que será guiada pelo nosso associado Joel Moedas Miguel, tem lugares limitados e um custo de € 10,00 por pessoa.

Para mais esclarecimentos e inscrições contacte-nos através do endereço secretariado@reallisboa.pt, pelo telefone 21 342 81 15 ou presencialmente na nossa Sede nos horários habituais.

PRESÉPIOS DE PORTUGAL NO MUSEU. BOAS FESTAS EM AVEIRO

Foto de Museu de Aveiro.

Foto de Museu de Aveiro.

Já pode visitar a
Exposição “Presépios de Portugal no Museu”
Boas Festas em Aveiro

 16 Dezembro a 05 Fevereiro 2017
Museu de Aveiro | Santa Joana 
Público em geral Esta exposição pretende narrar e ilustrar o ciclo de acontecimentos que antecederam o nascimento de Jesus culminando com a adoração dos Magos e as grandes cenografias criadas nos designados “presépios em maquinetas”, os quais tiveram, em particular através do labor dos Barristas Aveirenses, grande expressão na cidade e lhe conferiram características particulares. 

Entidade Organizadora 
CMA – Museu de Aveiro|Santa Joana

Horário 
ter a dom 10h00 - 18h00

Bilheteira 
Entrada livre

Informações 
Telf. 234 423 297 | Fax: 234 421 749


Foto de Museu de Aveiro.

Foto de Museu de Aveiro.

Foto de Museu de Aveiro.

Foto de Museu de Aveiro.

Foto de Museu de Aveiro.

Foto de Museu de Aveiro.

Foto de Museu de Aveiro.

Foto de Museu de Aveiro.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

ANUNCIADAS NOVAS PARCERIAS DA TV MONARQUIA PORTUGUESA

Foto de TV Monarquia Portuguesa.

Foi estabelecido um acordo de parceria entre a TV Monarquia Portuguesa e 3W'S Produções, reforçando, deste modo a abrangência geográfica e de volume de produções de vídeos.

Pela equipa da TV Monarquia Portuguesa​,
José Peres Silva Bastos​

Pela 3Ws Produções
César Ferreira​


https://www.facebook.com/3wsproducoes/?__mref=message_bubble



Foto de TV Monarquia Portuguesa.

Foi acordada uma nova parceria, entre a TV Monarquia Portuguesa e a AUREN TV, no que concerne a divulgação de vídeos e reportagens, com a possibilidade de edição conjunta. Estamos, deste modo, a aumentar as possibilidades de divulgação de eventos de interesse comum.

Pela TV Monarquia Portuguesa,
José Peres Silva Bastos

Pela AUREN TV
José Alves

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

HYMNO PATRIÓTICO VENCER OU MORRER, DE 1809, COMPOSTO POR MARCOS PORTUGAL



MENSAGENS REAIS DE NATAL 2016

mensagens-reais-de-natal
Com altíssimos shares de audiências nas televisões que as emitem, as mensagens de Natal dos Monarcas europeus são um êxito porque transparecem a ideia de credibilidade.
O Povo britânico, o Povo espanhol, o Povo holandês, o Povo belga etc., ao assistirem com grande atenção às emissões dos discursos de Natal dos seus Reis demonstram não só interesse no conteúdo, mas têm uma forte sensação de que a mensagem é credível, pois só acreditando que o que está a ser dito corresponde à verdade e ao efectivo pensamento do monarca, justifica que as audiências sejam tão elevadas, pois ninguém, muito menos na época em que se celebra o Nascimento do Salvador, o nascimento da Verdade pode estar interessado noutra coisa que não na verdade. Ninguém perde tempo com um recado ministerial que procura vender sem magia a ilusão ou com um inócuo videotapepresidencial sem conteúdo!
Os Monarcas Europeus, os Soberanos, os Chefes de Estado Hereditários, cada um por si – pois só eles e apenas eles são os Chefes de Estado – aproveitaram não só para desejar ‘Boas Festas’ ao Seu Povo como para lhes transmitir esperança num futuro que cabe a todos juntos construir com Paz e Harmonia!
Quando a representação do Estado é feita por um Monarca constitucional supra-partidário, que modera todas as facções partidárias e sociais e que revela o Bem Comum para o País, existe uma unidade da representação, como representante relativamente a toda a Nação, pela simples razão que só a sucessão hereditária garante uma legitimidade que é a independência face ao poder político e uma dedicação sincera influenciada pelos princípios da Moral, da ética, do conhecimento adquiridos pela educação de uma vida de serviço, pelo acumular de experiência, e que nenhum outro chefe de Estado, que não seja Monarca, possui. As actividades de um Rei fortalecem a Monarquia e a própria Democracia, pois o Rei não é um político e como tal é livre e independente de todas as estranhas tutelas!
O Rei tem de reinar rectamente! Não há político, algum, que tenha entranhado esse sentido de Justiça, arreigado esse espírito de missão!
Ser Rei é ser Pai duma Nação!
Por isso, os Monárquicos não reconhecem mais alta magistratura do que a Real!
Sua Majestade a Rainha Elizabeth II do Reino Unido, na sua 64ª emissão anual de Natal, reflectiu sobre ‘Inspiração’ e afirmou muitas vezes retirar força quando encontra pessoas comuns que fazem coisas extraordinárias: ‘Voluntários, cuidadores, os organizadores da comunidade e vizinhos; heróis desconhecidos cujo silêncio dedicação as torna especiais. Eles são uma inspiração’.
Sua Majestade o Rei Filipe VI de Espanha falou para toda a Nação, e incidiu o foco nas questões sociais, mas também, defendeu o primado da Lei e do Direito, lembrando que‘ninguém está acima da Lei’.
Importantes e fortes mensagens, bem diferentes do desfiar de lugares comuns das mensagens dos políticos republicanos que enchem o peito para dizer que representam o País, quando na verdade defendem apenas as agendas dos seus partidos e das suas ideologias.
Por isso só os Reis ao falarem na 1.ª pessoa do plural ‘Nós’, o dito Plural Majestático ou Pronome Real, o fazem com verdadeira e real noção do Seu papel de representarem todos e toda a Nação, represtinando a forma de se dirigir à Nação iniciada pelo Rei Luís XIV de França.
Miguel Villas-Boas – Plataforma de Cidadania Monárquica

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

AUTARCAS MONÁRQUICOS HOMENAGEARAM CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

Foto de Luis Goncalves.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Os "Monárquicos Portugueses - Brasil" se fez presente.
A dois dias do Natal, o Vasco foi homenageado pela APAM (Associação Portuguesa dos Autarcas Monárquicos), em solenidade realizada nesta sexta-feira (23/12), no Salão de Troféus de São Januário. O presidente Eurico Miranda recebeu o Diploma e a Medalha de Honra das mãos do presidente da associação portuguesa, Manuel Beninger. Directores e membros dos poderes vascaínos e membros da APAM também estiveram presentes.
Honrado com a entrega da Medalha e do Diploma, Eurico Miranda agradeceu em nome do Vasco e falou sobre as raízes com Portugal. O presidente citou o pavilhão português, hasteado durante todo o ano no mastro principal do clube, ao lado do pavilhão do Brasil e do Vasco, no Estádio de São Januário, e a edição raríssima do livro "Os Lusíadas", de Luís de Camões, em exposição no Salão de Troféus.
– A ligação do Vasco com Portugal vem desde a fundação do clube. O Vasco foi fundado com dois objectivos claros: dar oportunidade aos menos favorecidos e competir em igualdade de condições com seus adversários e tem conseguido cumpri-los nestes 118 anos de história. Temos uma escola dentro da instituição, justamente para atender aos mais carentes. Recebemos pessoas de todas as classes sociais e todos são tratados rigorosamente de forma igual. Eu particularmente fico agradecido e, em nome do Vasco, honrado com esta homenagem – afirmou Eurico Miranda.
A ideia da homenagem surgiu de um encontro de Manuel Beninger com o vice-presidente de património do Vasco, José Joaquim Cardoso Lima. Emocionado, o dirigente vascaíno entende que a Medalha de Honra deve servir de exemplo para que o clube seja ainda mais lembrado e tenha cada vez mais importância em Portugal.
– Estou muito feliz e orgulhoso. Esta homenagem é de suma importância para o Vasco. É um reconhecimento que já deveria ter sido feito há muito mais tempo. Conheci o Doutor Manuel no Vasco e ele veio ao Brasil predisposto a homenagear o clube, pois já conhecia a história do Vasco e a importância que o clube representa para Portugal, dentro e fora de Portugal – conta José Joaquim.
Desde a infância Manuel Beninger acompanha o Vasco e, mesmo antes de conhecer o clube, já torcia e seguia a trajectória do Gigante da Colina. O presidente da APAM não tinha dúvidas de que a homenagem deveria ser feita e, após a realização do objectivo, se mostrou mais encantado com a grandeza e a força do Cruzmaltino.
– O Vasco é a melhor instituição que os portugueses fizeram fora de Portugal. O clube tem mais de 100 anos e merece o maior respeito. Deve ser honrado, relembrado e acarinhado. Se nós somos os primeiros, muitos mais deveriam ter feito. Governantes e presidentes portugueses e outros com responsabilidade em Portugal devem acarinhar este clube que tem levado tão longe o espírito de Portugal terras afora – afirmou Beninger.

O presidente da APAM acrescentou que a homenagem já foi atribuída a entidades como a Dom Duarte Duque de Bragança, Chefe da Casa Real de Portugal e Sociedade Memorial Visconde de Mauá, do Brasil, e ao Presidente da República de Guiné Bissau, José Mário Vaz. Beninger também afirmou que a Medalha de Honra e o Diploma representam àqueles que defendem e promovem a história e a cultura de Portugal fora do país.


Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Manuel Beninger.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Manuel Beninger.
Com o Presidente da Vasco da Gama Dr. Eurico Miranda, no Estádio de São Januário, com a edição raríssima do livro "Os Lusíadas", de Luís de Camões, em exposição no Salão de Troféus.

Foto de Luis Goncalves.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Manuel Beninger.
Com o Presidente da Vasco da Gama Dr. Eurico Miranda, no Salão de Troféus do Estádio de São Januário, na entrega da Medalha de Honra da APAM



Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.

Foto de Associação dos Autarcas Monárquicos.