A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

terça-feira, 10 de maio de 2016

É POSSÍVEL RESTAURAR A MONARQUIA COM 30% DE APOIANTES?

20111029_EUP506 (1).jpg

A República da Roménia, onde o número de apoiantes é inferior a Portugal, a ideia de uma Restauração da Monarquia está a ganhar contornos de uma certeza sem data marcada é um exemplo de que é possível, com 20% de apoiantes da alternativa monárquica. Apresenta-se, no mínimo, com uma sensação de estranheza a elevada expectativa entre a população de que o País irá mais tarde ou mais cedo transitar para a Monarquia.


A República tem a maioria do apoio da população (62%), mas quando a pergunta é sobre confiança a base de apoio deste regime desaparece como um castelo de cartas, a República não conseguiu ocupar na História e na memória dos romenos o mesmo fulgor que a breve Monarquia Romena teve e esta desconfiança perene foi pavio para em 2011 o Parlamento ver-se forçado a ouvir o antigo Monarca (Michael I) quando este se dirigiu pela primeira vez a este após 60 anos. Exigiu uma quebra com antigos “maus hábitos” do passado, a demagogia e o “egoísmo primitivo” daqueles que sobem ao Poder, as situações humilhantes que os mais velhos e enfermos enfrentam e romenos a viverem em territórios retirados ao País.

A situação é paralela a Portugal em grau e amplitude, a República Portuguesa não arrasta confiança nem peso na História da comunidade, a República tem sido um cancro multiplicado num século de problemas e conflitos internos que impediram o País de evoluir. É um estado de egoísmo primitivo que assola a população em nome daqueles que o regime verdadeiramente representa e beneficia.

“A ideia de restaurar a monarquia é popular entre os romenos. Actualmente vivendo na República da Roménia, cerca de 21% dos entrevistados numa pesquisa iria para a monarquia se um referendo sobre a forma de governo na Roménia fosse a votos.

Mas mais da metade – 62% – ainda votariam a opção republicana, de acordo com uma pesquisa IRES. Os resultados da pesquisa foram publicados poucos dias antes de celebração do Dia do Rei na Roménia, a 10 de Maio.(…)

No entanto, quase dois terços dos entrevistados acreditam que teria sido melhor se a monarquia tivesse sido restaurada na Roménia logo após a Revolução de 1989 que marcou a queda do comunismo.

A Casa Real da Roménia tem um aumento de reputação: 93% dos romenos disseram ter ouvido falar sobre a Casa Real. A Casa Real também goza de altos níveis de confiança: 61% dos entrevistados têm confiança e grande confiança na Casa Real, embora menos do que um quarto daqueles que já ouviu falar sobre esta instituição esteja ciente de seu trabalho.

Cerca de 42% acreditam que a Casa Real está envolvida na vida pública apenas o suficiente, enquanto que uma percentagem semelhante (45%) acha que ele deve se envolver mais.

Quando inquiridos sobre o que deve Casa Real fazer para se envolver mais na vida pública da Roménia, 17% daqueles que acreditam que o envolvimento da instituição é insuficiente dizem que esta deveria envolver-se mais na política / legislação, 10% acham que devia tornar-se mais conhecida, e 6% acreditam que deveria apoiar os pobres / realizar a caridade.

Cerca de 85% das pessoas que já ouviu falar sobre a Casa Real acredita que a instituição está de boas relações com a Europa e com outras Casas Reais, enquanto 82% pensam que a sua relação com os romenos também é boa. Cerca de três quartos avalia como boa, a relação entre a Casa Real e da Presidência.

Quando solicitados a classificar a sua opinião sobre a importância do papel dos Reis da história, os entrevistados listados Rei Michael I (uma média de 8,36), e Rei Carol I (8,16) foram as melhores escolhas.

Se são favoráveis à monarquia ou não, os romenos certamente sabem muito sobre o Rei Michael I. O estudo mostra que 99% dos romenos ouviu falar sobre ele, e mais da metade dos entrevistados (54%) associam o seu nome com o título de Rei da Roménia.

A Roménia comemora o Dia do Rei a 10 de Maio, mas apenas 16% dos entrevistados conhecem esta data e 12% dizem celebrar este dia. 10 de Maio é uma celebração tripla na Roménia: ele marca o dia em que o primeiro rei da Roménia foi coroado (10 de Maio de 1866, Carol de Hohenzollern-Sigmaringen), bem como o início do reinado do rei e da independência do país – ganhou em 1877 .

A Casa Real da Roménia vai organizar uma festa na estância de montanha Sinaia – a residência real – para celebrar o 10 de Maio.

Rei Michael da Roménia, agora 95, é actualmente doente. Sua filha mais velha Princesa Margareta, a herdeira, é actualmente a detentora da Coroa.

O estudo IRES foi realizado em Março 23-24 para a revista Síntese, com uma amostra de mais de 1.000 pessoas.

Roménia era uma monarquia entre 1866-1947, sob quatro Reis estrangeiros: Carol I, Ferdinando, Carol II e Rei Michael. Este último teve a abdicar em Dezembro de 1947 depois que o partido comunista chegou ao poder na Roménia.

Irina Popescu, irina.popescu@romania-insider.com”


1 comentário:

  1. Devia ser feito em Portugal uma pesquisa semelhante.
    Os filhos dos Duques de Bragança deveriam envolver-se em actividades de carácter social.
    Seria bom que o PPM contribuísse para a Causa Real.

    ResponderEliminar