MENSAGEM DE S.A.R O SENHOR DOM DUARTE DE BRAGANÇA AOS PORTUGUESES

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

ENTREVISTA DE S.A.R. O SENHOR DOM DUARTE À RÁDIO TSF

Dom Duarte: Marcelo tem sido um "magnífico Chefe de Estado"


Na véspera do 1º de Dezembro, o pretendente ao trono português falou à TSF e diz que está muito preocupado com o futuro do país, sobretudo devido à falta de população jovem.
Dom Duarte Pio de Bragança está preocupado com o envelhecimento da população portuguesa, afirmando que estamos próximo de um ponto "muito difícil de reverter".
Esta é uma das principais ideias da mensagem que o descendente do último rei português vai desenvolver esta noite numa mensagem aos monárquicos, na véspera do feriado do 1º de Dezembro que comemora a restauração da independência em 1640.
Antes disso Dom Duarte foi entrevistado pela TSF e foi questionado sobre o mandato do presidente Marcelo, depois de há dias a Causa Real ter dito que o Presidente se estava a comportar como um rei.
Dom Duarte tem a mesma opinião, apesar de admitir que é muito difícil a um Presidente livrar-se da "pele" de político de um partido.
O candidato a rei vai no entanto mais longe e diz que, tal como Ramalho Eanes, Marcelo Rebelo de Sousa está a tentar comportar-se como um monarca constitucional pois "os presidentes verdadeiramente inteligentes percebem que os portugueses querem que o Chefe de Estado se comporte como um rei".
Dom Duarte admite mesmo que Marcelo "tem feito um trabalho excelente e tem sido um magnífico Chefe de Estado".
Sobre o futuro de Portugal, Dom Duarte Pio está muito preocupado e fala mesmo numa ameaça à "coesão nacional".
No discurso que irá fazer aos monárquicos, o Duque de Bragança diz que existe uma crescente crise demográfica motivada pelo envelhecimento da população portuguesa que está a ser acompanhado por uma muito baixa taxa de natalidade.
Dom Duarte acrescenta que o país está perto de uma situação "muito difícil de reverter" que obrigará a chamar imigrantes pois "haverá cada vez menos pessoas em idade de trabalho para sustentar os reformados".
Apesar dos sinais que considera negativos sobre o futuro de Portugal, Dom Duarte está bastante satisfeito com o regresso, este ano, do feriado no 1º de Dezembro, que comemora a restauração da independência de Portugal em relação a Espanha. Uma data que segundo o candidato a monarca é a mais importante dos vários feriados civis que existem no país.

Sem comentários:

Enviar um comentário