25º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DE VISEU

25º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DE VISEU

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

A COLONIZAÇÃO HOLANDESA DO BRASIL ERA MELHOR QUE A PORTUGUESA?

Foto de Nova Portugalidade.


Quando se fala sobre o Brasil colonial, é importante olhar para o caso bastante interessante da colonização holandesa do Brasil, ocorrido entre 1630 e 1654. Neste período podemos destacar a figura de Maurício de Nassau, que governou o espaço baptizado de "Nova Holanda", então em posse de colonos holandeses. Apesar deste curto período de colonização quando em comparação com as outras colónias europeias da região, os brasileiros geralmente afirmam que a colonização holandesa foi melhor do que a portuguesa. Terá isto sido realmente verdadeiro?

Primeiro, é necessário analisar o contexto em que esta colonização ocorreu. A instalação dos holandeses na região deveu-se a uma invasão no contexto da guerra luso-holandesa. Em suma, a Holanda estava a aproveitar de forma oportunista a fraqueza do Portugal da União Ibérica ao atacar todos os pontos do seu Império marítimo. Será que isto influenciou de alguma maneira a colonização holandesa? Pode-se afirmar que sim, já que o plano holandês seria formar uma base militar no centro de uma zona de conflito, sendo que seriam necessárias estradas, fortificações e pontes, quer fosse para a manutenção das tropas quer para a movimentação das mesmas. A Holanda investiu de facto na região, tendo-se registado algum desenvolvimento e expedições de renome. Apesar disto, o desenvolvimento do território brasileiro era voltado, acima de tudo, para satisfazer o esforço de guerra do governo holandês.

Outro ponto pelo qual vale fazer um périplo é o argumento de que a colonização holandesa foi "melhor" pelo facto de ter tido uma maior tolerância para com os nativos do que a portuguesa. Este argumento, contudo, esquece que os Jesuítas já desenvolviam iniciativas de protecção dos indígenas desde há muito, a tal ponto que eles foram durante anos a barreira que impediu a destruição do povoamento indígena.

Outro ponto importante é o facto de o próprio governo holandês não estar interessado num real desenvolvimento da sua colónia, como já foi sublinhado. O seu objectivo primordial era transformar o território da Nova Holanda numa base militar. Ainda assim, Maurício de Nassau, o governador da colónia, resolver ir contra tais intentos. A partir de um determinado momento, Nassau decidiu realmente desenvolver economicamente a Nova Holanda, dotando-a de infra-estruturas materiais adequadas. O seu destino seria selado por essa ousadia: foi demitido pelo governo holandês por ter sido considerado incompetente.

Outra questão pertinente, também bastante esquecida, é a de que o método de colonização normalmente adoptado pelo governo holandês nesta cronologia era um de exploração abusivamente intensiva, ou seja, os lucros da colónia revertiam em primeiro lugar para a metrópole, fazendo a fortuna obscena do governo holandês. Muitos afirmam que Portugal roubou o ouro do Brasil - embora o Brasil fosse terra portuguesa – enquanto a colónia não recebia nada em troca, algo que pode ser facilmente refutado ao analisarmos a grande riqueza das capitanias do centro-sul do Brasil. A presença em abundância do metal aurífero facilitou um enorme desenvolvimento do Brasil da época, como atesta a construção de inúmeros edifícios e infra-estruturas que fizeram a constituição do Brasil como um território articulado, coerente e desenvolvido. Só uma pequena parte do ouro minado do Brasil é que chegou efectivamente a Portugal. A Holanda, pelo contrário, retirava os lucros dos principais recursos e canalizava-os exclusivamente para o seu território, aplicando-os em assuntos que nada diziam respeito à colónia. 

Como conclusão, urge relembrar que a Holanda abandonou o território brasileiro assim que encontrou terras mais lucrativas nas Antilhas, algo que prejudicou e muito o ciclo do açúcar brasileiro. Se a Holanda realmente acarinhava o Brasil como muitos defendem, porque razão o abandonou após encontrar terras economicamente mais promissoras? A resposta é óbvia: a Holanda não tinha uma ligação cultural e civilizacional profunda com aquele território, apenas uma conveniente e estreita ligação económica. 

Osório Costa


Os Brasileiros são na maioria alienados pelo sistema educacional anti-católico e anti-português. A verdade é que os holandeses eram praticamente piratas, e fizeram o nordeste brasileiro virar um inferno durante os 30 anos que estiveram aqui, o povo se revoltou tanto contra as atrocidades deles que pegaram em armas e expulsaram esses piratas invasores na batalha de Guararapes.

Sem comentários:

Enviar um comentário