25º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DE VISEU

25º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DE VISEU

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

sábado, 4 de novembro de 2017

A IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DOS HOMENS PRETOS, OURO PRETO

Foto de Nova Portugalidade.

O templo foi fundado pela Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, que fora constituída em 1715. De início a Irmandade não tinha um local de culto próprio, e funcionava junto à Matriz de Nossa Senhora do Pilar. Um ano após sua fundação, os irmãos compraram uma capela no bairro do Kaquende, onde mantiveram suas devoções até 1733, ano em que o Santíssimo Sacramento, ali mantido enquanto a Matriz passava por reforma, funcionando neste período como Matriz, foi trasladado da primitiva capela do Rosário de volta para sua casa no Pilar.Para a passagem da procissão, uma sumptuosa festividade que se tornou famosa na história local, chamada Triunfo Eucarístico, a Irmandade dos Pretos abriu uma rua, a actual rua Getúlio Vargas. Em troca deste favor, em 1753 foi dada a autorização para a construção de um templo mais imponente, e em 1761 a Câmara de Ouro Preto concedeu aos irmãos um grande terreno nas vizinhanças de sua capela.A partir do testemunho histórico de José Joaquim da Silva, atribui-se o projecto a António Pereira de Sousa Calheiros, com os trabalhos encarregados ao mestre-de-obras José Pereira dos Santos, mas não há documentação segura a respeito e essas atribuições foram contestadas por estudos recentes.
John Bury afirmou que já foram aventadas as hipóteses, a partir de bons argumentos, de o risco ter vindo de Portugal ou da Itália, e por algum tempo pensou-se em José Pereira Arouca, mas há evidências indicando que Manuel Francisco de Araújo esteve envolvido pelo menos em parte no planeamento, e pode efectivamente ter sido o autor do projecto integral que vemos hoje. No entanto, Bury também pondera que Araújo, conhecido mais como carpinteiro, provavelmente não tinha a qualificação necessária para conceber um projecto tão sofisticado e bem integrado como este. Em contrapartida, ele sugere que o projecto possa ser uma derivação de plantas criadas na Itália e região germânica por autores como Fischer von Erlach, Filippo Juvarra, Nicolau Nasoni e Carlo Andrea Rana. Não se sabe exactamente quando a estrutura foi iniciada, provavelmente logo após o recebimento do terreno, em meados de 1762 já se encontrava em bom andamento, e há sinais de que algumas modificações no projecto original estavam sendo implementadas, trocando-se os óculos por portais. Um novo risco para a empena e o frontispício foi contratado em 1784 ao Araújo, com as obras arrematadas em 1785 por José Ribeiro de Carvalhais, que executou também as torres, terminando esta etapa em 1793.O adro foi construído em 1820 por Manuel António Viana e José Veloso Carmo. A Igreja só foi concluída entre 1822 e 1823, quando surgiram o coro, o tapavento e as portas para a capela-mor. No século XIX foram realizados diversos reparos. Outros foram executados pela antiga Inspectoria de Monumentos Nacionais na década de 1930, instalando além disso uma grade de ferro para fechar a galilé e 40 bancos de madeira na nave, projectados por José Wasth Rodrigues.

Foto de Nova Portugalidade.

Foto de Nova Portugalidade.

1 comentário:

  1. A igreja mais bonita externamente entre todas as maravilhosas igrejas de Ouro Preto.

    ResponderEliminar