25º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DE VISEU

25º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DE VISEU

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

MOMENTO ALTO DE CULTURA, HISTÓRIA E SENTIMENTO

Foto de Nova Portugalidade.
Presidida por SAR, o Príncipe da Portugalidade, excepcional conferência do Professor Pedro Dias promovida pela NP sobre Malaca Portuguesa de Ontem e de Hoje. Momento alto de cultura e patriotismo que terminou em demorada ovação ao insigne catedrático.

Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.
Foto de Nova Portugalidade.

Agradeço muito aos responsáveis pela NOVA PORTUGALIDADE a oportunidade de apresentar, nesta quarta feira, 21 de Fevereiro, no Palácio da Independência, alguns resultados do meu trabalho sobre a Diáspora Portuguesa e, neste caso concreto, sobre Malaca, realidade que estudo, há 30 anos. Foi uma reviver da história do seu urbanismo, da sua arquitectura, de outras disciplinas artísticas, e também das comunidades que aí viveram e daquelas que ainda vivem e que, justamente, se assumem como portugueses ou, pelo menos, de origem portuguesa. Foi uma notável experiência ter uma sala cheia de jovens entusiasmados, e ter a presidir à sessão SAR o Senhor D. Duarte de Bragança. À Sociedade Histórica da Independência de Portugal também manifesto o meu agradecimento pelo excelente acolhimento. Valeu a pena e senti-me muito acarinhado por todos os presentes. UM AGRADECIMENTO IMENSO.





Sem comentários:

Enviar um comentário