♔ | VIVA A FAMÍLIA REAL PORTUGUESA | ♔

♔ | VIVA A FAMÍLIA REAL PORTUGUESA | ♔

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

III CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DA RAINHA DONA BÁRBARA DE BRAGANÇA

Usar o nome de uma rainha que nasceu há 300 anos para promover a região de Bragança. A ideia é da Real Associação Nordestina, que ontem participou numa jornada comemorativa do III centenário do nascimento de Dona Bárbara de Bragança, que chegou a ser Rainha de Espanha.
 
O evento aconteceu no Instituto Politécnico.
 
Dona Bárbara é descendente da Casa de Bragança, mas nunca terá passado pela região. Mas a presidente da Real Associação Nordestina, Maria da Graça Beça, acredita que a sua figura pode ser importante para promover a cidade.
 
Dignifica porque foi uma Princesa íntegra e depois porque leva o nome de Bragança. Eu penso que é um assunto em que às vezes em Bragança não se repara. É que o Ducado de Bragança espalha o nome de Bragança pelo mundo inteiro e estes Reis que eram os Bragança espalharam o nome da nossa cidade pelo mundo inteiro. Ainda hoje a actual Família Real quando vai a um casamento de família à Europa, quando vai ao Japão leva o nome de Bragança atrás. São os Bragança”, realça Maria da Graça de Beça.
 
Dona Bárbara de Bragança era uma Rainha culta e muito querida do povo espanhol, devido à obra que deixou.
 
O Conselheiro da Educação da Embaixada de Espanha em Portugal, Francisco Fontan, lembra que a Rainha com o nome de Bragança criou o Convento das Salésias Reais e deixou marcas no país vizinho.
 
“Dona Bárbara de Bragança foi uma Rainha muito querida em Espanha, porque foi uma mulher fiel ao seu marido, Dom Fernando VI. Além disso, foi uma grande protectora das artes e construiu um grande edifício conhecido pelas Salésias, onde habitam freiras. É uma mulher muito interessante”, realça o embaixador.
 
Dona Bárbara de Bragança também contribui para a construção do convento de Mafra, na sequência da promessa de seu pai Rei João V, de Portugal, que queria uma herdeira.
 
Brigantia, 2011-12-06
Diário Trás-os-Montes

Sem comentários:

Enviar um comentário