A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

domingo, 15 de janeiro de 2012

"É IMPERIOSO QUE HAJA UMA REDE DE PEQUENAS EMPRESAS ORGANIZADAS". QUEM O DIZ É S.A.R. O SENHOR DOM DUARTE

O detentor do título de duque de Bragança e representante máximo da monarquia portuguesa na atualidade, D. Duarte Pio, é o mais recente defensor e embaixador da certificação das tradições artesanais minhotas, que a Adere-Minho tem promovido, nos últimos anos.
O monarca marcou presença, em Soutelo, na sede da Associação de Desenvolvimento Regional, no passado sábado, onde revisitou parte da história do artesanato minhoto, tendo passado pelo viveiro de artesanato, com a explicação, por parte dos responsáveis da Adere-Minho, de muitas das artes e ofícios em destaque para os produtos com selo da certificação, nomeadamente os Lenços de Namorados do Minho, a Olaria e Figurado de Barcelos, o Bordado de Guimarães e o Bordado de Viana do Castelo.
Na ocasião, D. Duarte defendeu que  “as grandes empresas são importantes para a economia, mas é imperioso que haja uma rede de pequenas empresas organizadas e, nesse contexto, o trabalho da Adere-Minho é muito válido”. Por sua vez, a direção da Adere-Minho enalteceu o trabalho defendido por D. Duarte, agraciando-o com oferta de um Lenço de Namorados do Minho certificado (réplica original de 1912), bordado pela artesã Rosa Lopes. Também o vereador da Cultura do Município de Barcelos, César Pires, marcou presença e ofereceu uma peça certificada do Figurado de Barcelos, da autoria do artesão Manual Macedo.
Desafiado a abrir o próximo ciclo de conferências de Soutelo, intitulado 'Fazer futuro no Minho', o representante máximo da monarquia, em Portugal, sugeriu a temática da defesa das paisagens, visto que “o Minho é uma das zonas mais belas do país”.

Sem comentários:

Enviar um comentário