A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

quinta-feira, 28 de abril de 2022

DUQUE DE BRAGANÇA PROMOVE CAMPANHA PARA APOIAR VÍTIMAS NA UCRÂNIA

 

Duque de Bragança promove campanha de angariação de fundos para apoiar as vítimas do conflito na Ucrânia.
Lisboa, 27 de Abril de 2022 – SAR o Duque de Bragança está a levar a cabo uma campanha de angariação de fundos para apoio às vítimas do conflito na Ucrânia que já totaliza 100 mil euros.
A campanha, realiza-se através das várias representações da Ordem de São Miguel da Ala espalhadas por diversos países e os donativos esses foram enviados directamente para a Ucrânia assim como bens e apoios distribuídos por famílias refugiadas em Portugal, na Alemanha e na Polónia.
Todos os fundos foram enviados directamente pelos membros da Ordem de São Miguel da Ala para as Dioceses na Ucrânia ligadas à Ordem e que ficaram encarregues da distribuição. Uma boa parte desses fundos irá para obras urgentes na zona de Bucha, perto de Kiev.
Em Portugal, a angariação contou com o apoio das Fundações D. Manuel II e Oureana.
Entre os bens distribuídos, contam-se medicamentos, vestuário e agasalhos, bem como bens de primeira necessidade, leite e brinquedos.
Para o Duque de Bragança, “o apoio às vítimas de guerra é muito importante e urgente. Não só para o povo que sofre no local de conflito como para os refugiados”. D. Duarte de Bragança referiu ainda que vai manter esta linha de apoio aberta por forma a continuar a apoiar as vítimas.
A Ordem de São Miguel da Ala está presente em 17 países (nomeadamente na Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Croácia, Espanha, Estados Unidos da América, França, Itália, Líbano, Malta, Rússia, Ucrânia, Hungria, São Tomé e Príncipe, Suíça e Suécia) e conta com cerca de 2500 membros. Fundada por D. Afonso Henriques a Ordem apoia maioritariamente obras caritativas na Diocese de São Tomé e Príncipe para além de outras causas humanitárias e culturais.
A Ordem de São Miguel da Ala, é a Ordem Dinástica da Casa Real Portuguesa mais antiga e celebra este ano 850 anos.

CAUSA REAL

quarta-feira, 27 de abril de 2022

REPORTAGENS DA VISITA REAL À OVIBEJA 2022


Entrevista de Sua Alteza Real o Senhor Dom Duarte à Rádio Voz da Planície, por altura da sua deslocação à Ovibeja.
Entre outras observações pertinentes, S. A. R. alertou para a importância de cada país ter a sua independência alimentar no actual contexto internacional.


Vídeo com a intervenção de SAR o Senhor D. Duarte, o duque de Bragança, aquando da sua visita à 38º Ovibeja e às escavações arqueológicas localizadas no Beja Hostel.
Beja, 22 de abril, 2022


domingo, 24 de abril de 2022

TERTÚLIA "ESTÓRIAS DA HISTÓRIA MONÁRQUICA DA REGIÃO DO PORTO" | REAL ASSOCIAÇÃO DO PORTO


Tertúlia com Joel Cleto, discorrendo sobre as ESTÓRIAS DA HISTÓRIA MONÁRQUICA NA REGIÃO DO PORTO.
Tal como nos habituou, com o seu imenso conhecimento e enorme capacidade de comunicação, o Historiador, falou sobre Reis e Rainhas, episódios da Realeza no que concerne ao Porto e o papel do Porto em vários momentos da História Monárquica de Portugal. E ainda sofre a força mundial que Portugal teve nos tempos da Monarquia!


sábado, 23 de abril de 2022

sexta-feira, 22 de abril de 2022

S.A.R. O SENHOR DOM DUARTE, DUQUE DE BRAGANÇA VISITARÁ, HOJE, A OVIBEJA


SAR o Senhor D. Duarte, o duque de Bragança, visitará a XXXVIII Ovibeja, no Parque de Exposições de Beja, no próximo dia 22 de abril, com a chegada prevista às 11h00.


Como é hábito, a visita será uma organização da Real Associação do Baixo Alentejo e será seguida de almoço convívio.
 

Real Associação do Baixo Alentejo

quinta-feira, 21 de abril de 2022

CASA REAL PORTUGUESA ENVIA AJUDA À UCRÂNIA



Sua Alteza Real, o Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança através da Fundação D. Manuel II e de outras instituições ligadas à Casa Real Portuguesa, enviaram para a Ucrânia quatro paletes de caixas contendo bens essenciais no valor de 5,000 Euros, que incluía comida, roupa (casacos, camisolas térmicas, luvas, agasalhos), calçado de inverno, medicamentos e cabazes de conservas. Sendo que alguns dos bens recolhidos foram doados por comerciantes e outros comprados pelas referidas instituições.
Estes bens foram distribuídos pela entidade que em Kiev que coordena o recém-construído Centro de Acolhimento, que infelizmente sofreu danos consideráveis na sua nova sede provocados por efeitos colaterais dos bombardeamentos.

O Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança, Presidente da Fundação D. Manuel II e Patrono das instituições parceiras visitou recentemente estas importantes instalações.
Sua Alteza Real, agradeceu aos membros Ucranianos representantes das instituições ligadas à Casa Real Portuguesa, por estarem heroicamente a ajudar as vítimas deste conflito em regime de voluntariado, arriscando as próprias vidas em nome do Arcanjo São Miguel, Anjo de Portugal, da Paz e da Ucrânia.
Numa mensagem de solidariedade enviada aos Bispos da Ucrânia, Patronos das instituições a que o Senhor Dom Duarte preside, e aos Reitor e Vice-Reitor da Universidade Pedagógica Nacional Dragomanov de Kiev, manifestou o desejo de apoiar a causa da paz e enviou votos de rápidas melhoras aos feridos e de sentidas condolências às famílias dos membros que foram mortos.
Relembra-se que o Duque de Bragança foi recentemente agraciado pela Universidade Pedagógica Nacional Dragomanov de Kiev com um Doutoramento Honoris Causa sendo membro da faculdade de história dessa instituição.

terça-feira, 19 de abril de 2022

REQUIEM POR MADALENA MOREIRA DE SÁ E COSTA



Requiem por Madalena Moreira de Sá e Costa
Distinta violoncelista e pedagoga portuense
(Porto 20 de Novembro de 1915 - 18 de Abril de 2022). Faleceu aos 106 anos.
Neta de Bernardo Valentim Moreira de Sá, fundador do Conservatório de Música do Porto e do Orpheon Portuense, filha da pianista Leonilda Moreira de Sá e Costa e do pianista e compositor Luís Ferreira da Costa.

Foi discípula de Guilhermina Suggia — e como herdeira do seu legado musical deu no nosso país, continuidade suas lições — e do seu pai Augusto Suggia. Conclui o curso no Conservatório Nacional em 1940, sob a tutela de Isaura Pavia de Magalhães, após o que completa a sua formação com Paul Grümmer, Sandor Végh e Pablo Casals, entre muitos outros.

Ganhou os prémios Orpheon Portuense (1939), Emissora Nacional (1943), Morrisson da Fundação Harriet Cohen (1958), Guilhermina Suggia, SNI (ex-aequo, 1966. Com a sua irmã Helena Sá e Costa manteve um duo durante 50 anos, tendo actuado um pouco por toda a Europa.

Tocou em orquestras sob a direcção de Maestros como Pedro de Freitas Branco, Frederico de Freitas, Ivo Cruz, Fritz Riegger, Jacques Pernood, Gunther Arglebe, Ferreira Lobo, Pedro Blanch e Silva Pereira e integrou a Orquestra Sinfónica da Emissora Nacional (1966-84), Instrumentista de Câmara da Orquestra Sinfónica do Porto (1970) e a Camerata Musical do Porto que fundou (1979-89).

Bem-haja pelo legado que deixou aos Portugueses e a Portugal!
À Família enlutada, apresenta a Causa Real Cumprimentos de sentido pesar!

quinta-feira, 14 de abril de 2022

JÁ ESTÁ DISPONÍVEL A REAL GAZETA DO ALTO MINHO N.º. 31




Neste número pode ler:
Entrevista ao Prof. Dr. Pedro Quartin Graça, novo presidente da Causa Real
O gesto nobre de um ateu confesso
Prémio Marquês de Rio Maior para a agricultura
A incursão monárquica no Alto Minho
Fundações e Reais Irmandades recolhem toneladas de bens para as vítimas do conflito na Ucrânia…
XXVI Congresso da Causa Real
A visão do Secretário-geral sobre o XXVI Congresso da Causa Real
Congresso da Causa Real na imprensa nacional e regional, alguns destaques
Notícias curtas
(O meu) projecto de monarquia
A Suécia, estado moderno igualitário

domingo, 10 de abril de 2022

DECLARAÇÃO DA CHEFE DA CASA IMPERIAL DA RÚSSIA

 

Eventos que ocorrem na nossa Pátria causam-me ansiedade extrema e tristeza profunda.
Reconhecendo plenamente a independência e soberania de todos os estados que foram formados após a queda da URSS, estou ao mesmo tempo convencido de que todos os povos que historicamente pertenciam ao antigo Império de Toda a Rússia estão unidos pelo conceito de uma Pátria nas alturas sentido espiritual e cultural da palavra.
É assustador e doloroso ver como, nos últimos 8 anos, irmãos e irmãs, cujos pais, avós e bisavós juntos defenderam a sua pátria comum, foram colocados uns contra os outros e derramaram o seu sangue; quão pacífico cidadãos estão morrendo e sofrendo; como os pais derramam lágrimas inconsoláveis sobre o caixões de seus filhos. Agora o curso destes eventos culminou num cataclismo ainda maior.
A Casa Imperial Russa não faz declarações de natureza política e, em qualquer caso, na condição actual, não temos informações completas que nos permitam fazê-las sem correr o risco de danos involuntários. Mas estamos absolutamente convencidos e iremos sempre afirmar que a Rússia e a Ucrânia - todas as suas populações - nunca devem ser inimigas. Isto é uma coisa tão monstruosa e antinatural como membros da mesma família a matarem-se uns aos outros.
Eu, o meu filho e herdeiro, o Grão-Duque Jorge da Rússia, e a sua esposa, a princesa Victoria Romanovna, rezamos pela implementação imediata da paz.
Estamos profundamente gratos àqueles que agora estão a fazer esforços para evitar a guerra e prestar assistência ao sofrimento: os feridos, aqueles que perderam as suas casas e pertences, e refugiados.
Que Deus Todo-Poderoso salve os nossos povos e que Ele nos livre da inimizade fratricida.
H.I.H. A Grã-Duquesa Maria da Rússia
Madrid, 24 de fevereiro de 2022.

sábado, 9 de abril de 2022

375 ANOS DA COROAÇÃO DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO COMO RAINHA DE PORTUGAL


 Em 25 de Março de 1646, Nossa Senhora da Conceição foi proclamada pelas Cortes e coroada pelo Rei Dom João IV como Padroeira e Rainha de Portugal, na Veneranda Imagem do Santuário de Vila Viçosa.

Em 2002, O Senhor Arcebispo de Évora Dom Maurílio de Gouveia afirmou “ que Portugal, na fidelidade às suas raízes e identidade, continue a testemunhar a tradicional e profunda devoção a sua Nobre Padroeira”.

terça-feira, 5 de abril de 2022

CAUSA REAL PRESENTE NO ENCERRAMENTO DO 29º CONGRESSO NACIONAL DO CDS

 

A Causa Real, como organização política que é, foi convidada para a cerimónia de encerramento do 29.º Congresso Nacional do CDS, que ocorreu no dia 3 de Abril em Guimarães. A representação esteve a cargo do Vice-Presidente da Direcção Nacional, José Aníbal Marinho Gomes (2.º a contar da esquerda).

Créditos fotográficos Isabel Santiago.

domingo, 3 de abril de 2022

DUQUES DE BRAGANÇA PRESENTES NO CENTENÁRIO DA MORTE DO BEATO CARLOS D'ÁUSTRIA

 SS.AA.RR. Os Senhores Duques de Bragança estiveram presentes na Eucaristia Solene do Centenário da morte do Beato Carlos d'Áustria na Sé Catedral do Funchal, que contou com a presença de alguns descendentes do Imperador, bem como do Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque.

créditos fotográficos: Miguel Albuquerque





Comemoração do 1.º Centenário do falecimento do beato Carlos d’ Áustria com envolvência institucional.
O programa foi preparado pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura, com a colaboração da Diocese do Funchal, e com o apoio da Câmara Municipal do Funchal e Junta de Freguesia do Monte.



1º Centenário de Morte do Beato Imperador Carlos da Áustria - 1 de Abril de 1922
Nasceu a 17 de Agosto de 1887 em Persenbeug-Gottsdorf, Áustria-Hungria e faleceu a 1 de Abril de 1922 no Funchal, estando sepultado na Igreja de Nossa Senhora do Monte.

CAUSA REAL

sexta-feira, 1 de abril de 2022

PRÉMIO MARQUÊS DE RIO MAIOR PARA A AGRICULTURA

 

Em boa hora a Real Associação do Ribatejo, representante da Causa Real no Ribatejo, instituiu um prémio a ser concedido, anualmente à pessoa, ou entidade de nacionalidade Portuguesa que na sequência do ano anterior, tenha sido protagonista de uma intervenção relevante e com impacte no sector agrícola em Portugal e particularmente no Ribatejo.

O Prémio tem o nome do Eng. Agrónomo João Saldanha Oliveira e Sousa, Marquês de Rio Maior, em homenagem ao ilustre técnico agrícola e agricultor no Ribatejo que desempenhou brilhantemente funções como professor, director da Estação Nacional de Fruticultura, autarca e na direcção da Causa Real desde a sua fundação.

O Júri do prémio, presidido pelo Eng. João Coimbra, tem também como vogais, Gonçalo Martins da Silva (Real Associação do Ribatejo), Eng. Fernando Mouzinho (Ordem dos Engenheiros), Prof. Nuno Geraldes Barba (Docente da E. Sup. Agrária de Santarém), Prof. Francisco Gomes da Silva (AGROGES), José Cortez de Lobão (Causa Real), Eng. Eduardo Oliveira e Sousa (CAP) e o Eng. António Saldanha (família do homenageado).

O homenageado deste primeiro ano foi o Eng. Joaquim Pedro Torres, ilustre produtor de milho, Director-geral da VALINVESTE, e até ao ano passado responsável pela AgroGlobal.

Com efeito, o primeiro homenageado com este prémio, além da sua actividade como agricultor, foi “Pai Criador da AGROGLOBAL” que teve 9 edições ao longo dos últimos 12 anos, tornando-se no maior evento do sector agrícola da actualidade em Portugal.

A Agroglobal contribuiu para a dignificação e reconhecimento do sector agrícola, constituiu um espaço de partilha de informação e conhecimento entre empresas, aproximou o poder político, empresas, investidores e novas ideias, com resultados evidentes. Debateu igualmente temas importantes para o sector identificando dificuldades e propondo soluções.

Depois destes 12 anos de magnífico trabalho, Joaquim Pedro Torres, deixa um enorme legado à agricultura nacional, passando a organização deste evento para o CNEMA que passa a ser a entidade organizadora.

O Eng. Joaquim Pedro Torres tem sido igualmente um dos grandes defensores do Projecto Tejo em que se pretende irrigar mais cerca de 300 mil ha no Ribatejo, Oeste e Beira Baixa.

O homenageado foi já também agraciado pelo Senhor Presidente da República com a Ordem de Mérito Agrícola, Grau de Comendador, e pela Câmara Municipal do Cartaxo com a medalha de mérito Municipal.

O prémio, é portanto, absolutamente justificado e o momento é certamente o momento mais oportuno.

CAUSA REAL