A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

REPERCUSSÕES DA VISITA DE S.A.R. O SENHOR DOM DUARTE A VIEIRA DO MINHO


A Câmara Municipal de Vieira do Minho comemorou ontem, 15 de Novembro de 2014, 500 anos da outorga do Foral pelo Rei D. Manuel I. Foi um momento de aproximação da população Vieirense com sua história e identidade local do concelho.

O programa comemorativo, que contou com a presença de D. Duarte de Bragança, actual herdeiro da Casa Real Portuguesa.


As actividades iniciaram-se pelas 9h00 com animação de rua e desfile das Bandas Filarmónicas de Vieira do Minho e Vilarchão, seguindo-se o ato solene, com o hastear de bandeiras em frente aos Paços do Concelho com Guarda de Honra dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho e interpretação do Hino Nacional tocado pela Banda Filarmónica de Vilarchão e Banda Filarmónica de Vieira do Minho e cantado pelo Coro da Universidade Sénior.

A Cerimónia Solene decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho e contou com as intervenções da Presidente da Assembleia Municipal, Drª Neli Pereira, do Presidente da Câmara Municipal, Engº António Cardoso, de D. Duarte Bragança.

A cerimónia terminou com a atribuição do prémio ao vencedor do concurso “Pintar Vieira”. Esta celebração ficou também marcada pela inauguração um monumento evocativo dos 500 anos de Foral.
“É preciso um esforço de formação profissional a sério" 


Jornal "Correio do Minho" de 16 de Novembro, pág. 14


As comemorações dos 500 anos da atribuição do Foral a Vieira do Minho contaram com a presença de D. Duarte de Bragança. O representante da Casa Real Portuguesa salientou o esforço feito pela população do concelho para a criação de riqueza, mas lançou um alerta: o país está a sofrer os custos da ignorância e das decisões mal tomadas. “Nós estamos com um comportamento a nível nacional, que é parecido com aquelas pessoas que ganharam a lotaria e gastaram o dinheiro todo a comprar artigos de luxo e não a educar-se, a preparar o futuro. É preciso um esforço de formação profissional a sério”, considerou D. Duarte de Bragança.



"A Chegada do Foral a Vieira do Minho" 



Sem comentários:

Enviar um comentário