A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

quinta-feira, 23 de abril de 2015

EXPOSIÇÃO "COLECÇÃO ANADIA | TRAJE E ACESSÓRIOS"

Imagem de divulgação da exposição Coleção Anadia. traje e acessórios

Exposição temporária no Museu Nacional do Traje
17 Abril -  27 Junho

A 16 de Abril inaugurou-se a exposição temporária Colecção Anadia | Traje e Acessórios, são 117 peças de traje e 96 acessórios, usados entre 1750 e 1910, apresentados em 3 núcleos: traje de corte masculino, ao nível do que melhor existe nas colecções nacionais, num núcleo coeso em termos de moda masculina dos séculos XVIII/XIX, traje feminino do quotidiano e de festa, documentando vários momentos da moda feminina ao longo do século XIX e traje infantil, um núcleo bastante interessante pela sua diversidade – bebé e criança, de festa e cerimonial ao quotidiano, integrando exemplares raros de encontrar dos séculos XIX/XX. 

A completar, um vasto conjunto de acessórios em que predominam as peças de mão – sobretudo bolsas e carteiras – que compunham os looks, como diríamos nos dias de hoje, e são testemunho do acessório, masculino e feminino, na moda do seu tempo.

Guardados em baús e sótãos, foram resgatados ao esquecimento pela actual Condessa de Anadia que os expôs num pequeno espaço do seu palácio de Mangualde, aberto ao público. Numa parceria com o Museu Nacional do Traje, a colecção foi trazida para Lisboa e, neste Museu, foi estudada, fotografada, documentada e tratada.

O resultado desta parceria inicia agora a sua vida pública: uma exposição temporária no Museu Nacional do Traje, em Lisboa, a que se seguirá a reposição da exposição no Palácio Anadia, em Mangualde.

Para apoio ao visitante, seja na exposição de Lisboa, seja na visita ao palácio Anadia, em Mangualde, publica-se um catálogo da exposição. Neste, conta-se resumidamente a história da família proprietária, a do projecto e contextualiza-se brevemente o traje e acessórios agora estudados na moda do seu tempo, apresentando todas as peças que integram esta colecção com uma descrição individual completa (à excepção dos pregos de chapéu) e recorrendo a 67 belíssimas fotografias que ilustram os trajes na totalidade e 61 em que se podem observar outros tantos interessantíssimos pormenores, ainda enriquecido com 22 fotografias tiradas no decurso das intervenções de conservação e restauro.

Apresenta-se assim, pela primeira vez, uma parceria em que se partilharam responsabilidades e competências, em que parceiro público e parceiro privado têm como fim último a valorização, divulgação e partilha do nosso património e da nossa memória.



Sem comentários:

Enviar um comentário