Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, Rainha de Portugal - Dia da Mãe

Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, Rainha de Portugal - Dia da Mãe

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

segunda-feira, 18 de julho de 2016

OS ROMANOV IMOLADOS SÃO HOJE SANTOS MÁRTIRES IMPERIAIS DA RÚSSIA


Como consequência totalmente incompreensível da Revolução de Outubro, no dia 17 de Julho de 1918, foi barbaramente executada a Família Imperial da Rússia: o Czar Nicolau II, a Czarina Alexandra, o Czarevich Alexis, e as Czaritsas Olga, Tatiana, Maria e Anastásia, mais quatro empregados.

Os Romanov imolados pelos Bolcheviques Vermelhos são hoje Santos Mártires Imperiais da Rússia!

God Save The Tzar!

Miguel Villas-Boas

Plataforma de Cidadania Monárquica









17 de Julho de 1918

Há precisamente 98 anos, a Rússia afundava-se no sangue

Faz hoje precisamente 98 anos que à família imperial russa e seus directos servidores, acordados em plena noite, foi dada ordem para se reunirem numa sala térrea da casa Ipatiev, em Ekaterinburg. Ali, aguardaram que lhes fossem prestados esclarecimentos sobre tão insólita convocação. Evacuação imediata, dado haver combates entre Brancos e Vermelhos nas imediações da cidade ? Uma sessão fotográfica que demonstrasse ao mundo exterior que os bolchevistas mantinham os Romanov, mas proporcionavam-lhes - como haviam garantido - dignas condições de cativeiro ?

Subitamente, prorromperam na sala nove indivíduos, tendo um deles lido uma acusação exarada pelas autoridades soviéticas de Moscovo, acusando a família de todos os crimes e traições à Rússia, e iniciou-se uma longa sessão de disparos.

A morte dos Romanov parece ter anunciado a tempestade de sangue que marcaria três gerações consecutivas de russos: guerra civil, invasões, campos de concentração, purgas, fome, escravidão e trabalhos forçados.

O que nos continua a indignar neste episódio já não é a ferocidade dos comunistas descarregando ódio homicida sobre uma família sem poder, inerme, desprotegida e incapaz de esboçar qualquer sentimento outro senão a piedade. Não, não se poderia pedir piedade a quem, depois, mataria milhões e quase matou a alma russa. O que nos deve indignar foi a cobardia do Ocidente e das famílias reais europeias, que nada fizeram para impedir tamanho crime.



Miguel Castelo Branco











Santo Mártires Imperiais da Rússia: o Imperador Nicolau II, Imperatriz Alexandra, o príncipe Alexis, e as princesas Olga, Tatiana, Maria e Anastásia, e todos aqueles martirizados com eles (1918). No dia 17 de Julho de 1918, foram cobardemente assinados todos os elementos da Família Imperial da Rússia. Hoje, em dia sabe-se que a mando de Lenine. A Rússia actual reconcilia-se com a memória histórica e assume o seu erro. Em Portugal, no Centenário da República, recusou-se um minuto de silêncio em homenagem e respeito, de SM El-Rei D. Carlos I e do Príncipe Real. A República Portuguesa recusa a reconciliação histórica da memória, por preconceito ideológico. E por este motivo, continuamos a definhar...por puro preconceito ideológico, continuamos a catalogar tudo o que fazemos. Triste sina...


TV Monarquia Portuguesa 



Sem comentários:

Enviar um comentário