28.º ANIVERSÁRIO DA REAL ASSOCIAÇÃO DO PORTO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

domingo, 20 de abril de 2014

CONTRA O IBERISMO


Não há a "Espanha", – expressão política. Há as "Espanhas", – expressão geográfica. Dentro das "Espanhas", Portugal foi a vocação marítima, enquanto que Castela foi a vocação terrestre. Graças a Castela, a Europa se salvou do perigo turco e da anarquia religiosa. Graças a Portugal, novos mundos se dilataram para o domínio da Fé e para o império da Civilização. Assim, por paradoxal que isso possa parecer, é exactamente na separação das duas pátrias que reside a sua unidade imortal. Olhemos para as páginas da História e sem demora se reconhecerá que o desastre de Toro consolidou a vitória de Aljubarrota!

António Sardinha in «À Lareira de Castela».

3 comentários:

  1. Erradicar a componente marítima de Espanha não me parece ser uma actitude intelectualmente honesta : veja-se todo o apoio dos Reis Católicos ( Isabel e Fernando ) a Cristovão Colombo e Fernão de Magalhães, apenas para citar dois comandantes que só foram oferecer os seus serviços a Castela por rejeição da corte Portuguesa.
    A chegada ao Continente Americano, as conquistas em toda a América Latina ( com excepção do Brasil )...
    Vamos...mas com os pontos nos is. Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sua expressão "vamos..." a denuncia como uma iberista convicta...

      Eliminar
  2. Devemos acabar com esse tal "movimento do partido ibérico" criado na terra da Covilhã (beira interior) e cujos seus ancestrais de boa cepa sempre se mantiveram fiéis ao espírito da nossa nacionalidade, a antíteses do espírito castelhano.

    ResponderEliminar