TV MONARQUIA PORTUGUESA

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

segunda-feira, 21 de novembro de 2022

1ª EDIÇÃO DO PRÉMIO MARQUÊS DE RIO MAIOR DE AGRICULTURA

 

A Cerimónia de entrega do Prémio Marquês de Rio Maior para a Agricultura ao Eng. Joaquim Pedro Torres realizar-se-á dia 3 de Dezembro 16h em Azinhaga.

A Real Associação do Ribatejo instituiu um prémio a ser concedido, anualmente à pessoa, ou entidade de nacionalidade Portuguesa que na sequência do ano anterior, tenha sido protagonista de uma intervenção relevante e com impacte no sector agrícola em Portugal e particularmente no Ribatejo.

O Prémio tem o nome do Eng. Agrónomo João Saldanha Oliveira e Sousa, Marquês de Rio Maior, em homenagem ao ilustre técnico agrícola e agricultor no Ribatejo que desempenhou brilhantemente funções como professor, director da Estação Nacional de Fruticultura, autarca e na direcção da Causa Real desde a sua fundação.

O Júri do prémio, presidido pelo Eng. João Coimbra, tem também como vogais, Gonçalo Martins da Silva (Real Associação do Ribatejo), Eng. Fernando Mouzinho (Ordem dos Engenheiros), Prof. Nuno Geraldes Barba (Docente da E. Sup. Agrária de Santarém), Prof. Francisco Gomes da Silva (AGROGES), José Cortez de Lobão (Causa Real), Eng. Eduardo Oliveira e Sousa (CAP) e o Eng. António Saldanha (família do homenageado).

O homenageado deste primeiro ano foi o Eng. Joaquim Pedro Torres, ilustre produtor de milho, Director-geral da VALINVESTE, e até ao ano passado responsável pela AgroGlobal.

Com efeito, o primeiro homenageado com este prémio, além da sua actividade como agricultor, foi “Pai Criador da AGROGLOBAL” que teve 9 edições ao longo dos últimos 12 anos, tornando-se no maior evento do sector agrícola da actualidade em Portugal.

A Agroglobal contribuiu para a dignificação e reconhecimento do sector agrícola, constituiu um espaço de partilha de informação e conhecimento entre empresas, aproximou o poder político, empresas, investidores e novas ideias, com resultados evidentes. Debateu igualmente temas importantes para o sector identificando dificuldades e propondo soluções.

Depois destes 12 anos de magnífico trabalho, Joaquim Pedro Torres, deixa um enorme legado à agricultura nacional, passando a organização deste evento para o CNEMA que passa a ser a entidade organizadora.

O homenageado foi já também agraciado pelo Senhor Presidente da República com a Ordem de Mérito Agrícola, Grau de Comendador, e pela Câmara Municipal do Cartaxo com a medalha de mérito Municipal.

Local da cerimónia:
Rua da Misericórdia, n.• 26,
2150-021 Azinhaga

Sem comentários:

Enviar um comentário