TV MONARQUIA PORTUGUESA

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO

A CAUSA REAL NO DISTRITO DE AVEIRO
Autor: Nuno A. G. Bandeira

Tradutor

sábado, 21 de janeiro de 2012

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PROFESSORES: PAULA CARQUEJA SUCEDE A JOÃO GRANJO

Paula Carqueja(*) sucede João Granjo na liderança da Associação Nacional de Professores (ANP). A nova presidente, que foi eleita, ontem durante o congresso extraordinário, quer chegar a todos os professores e criar e aprovar um código ético e deontológico que regulamente a carreira de docente.
“Propomos retomar os debates no seio da classe com todas as organizações para saber qual é o reconhecimento intrínseco do que é ser professor e da necessidade de criar uma entidade de auto-regulação da profissão”, vincou a nova presidente da ANP, alertando para a necessidade de “elaborar e aprovar um código ético e deontológico que possa ser adoptado pelos professores para colmatar esse vazio que existe”.
A equipa liderada por Paula Carqueja, a única que se candidatou aos corpos gerentes da associação, apresentou uma moção de estratégia global com seis eixos fundamentais: auto-regulação da profissão docente, formação contínua e desenvolvimento profissional, aumento dos protocolos sociais, alargar o plano jurídico, acesso à carreira docente e mais acção associativa.
“A associação tem que ser sustentável. Neste momento existem cerca de 10 mil associados, mas é preciso conquistar mais. Temos que ir ao encontro dos professores e para isso vamos dar um contributo e aumentar o plano jurídico”.
A ANP encomendou dois estudos a duas entidades distintas, um em 2006 e outro em 2010, “para saber o que é necessário já que os docentes são a garantia da defesa dos valores culturais da nação e um factor relevante de desenvolvimento científico do seu povo e, por isso, é preciso dignificar a carreira”.
Porque os centros de formação estão fechados, a associação vai também estar atenta a essa lacuna.
Sobre a avaliação dos professores, Paula Carqueja não se quis pronunciar, aguardando que o documento seja, entretanto, homologado.
Em relação ao futuro, a presidente da ANP admite que depois da revisão curricular ainda vai piorar. “Estamos a trabalhar na revisão interna da proposta base da revisão curricular. Entretanto, vamos estar na quarta-feira na Assembleia da República para fundamentar o nosso parecer e vamos também transmitir essas preocupações ao Ministério da Educação”, referiu a líder.
Fonte: Correio do Minho

(*) Drª Paula Carqueja foi candidata pelo PPM nas eleições legislativas passadas pelo círculo eleitoral de Vila Real.

Sem comentários:

Enviar um comentário